fbpx

Interesses + clima NÃO!

Dez 13, 2016 | Clima, Notícias

O clima não pode ser usado como uma arma política. Queremos soluções, não queremos participar em jogos de interesses.

A demagogia em relação ao clima e às alterações climáticas só vai aumentar enquanto não houver mais foco no conhecimento e na informação imparciais.

Com cada vez mais desinformação, demagogia, interesses e falta de literacia cientifica, torna-se difícil passar uma mensagem com sentido ás populações.

Existe uma panóplia de desinformação que destrói a essência da comunicação cientifica  em prol do interesse de certos grupos.

Quem nega as alterações climáticas são, geralmente, pessoas associadas às grandes corporações, com óbvios interesses.

Mas do lado “verde” também há pessoas e industrias que fazem muito dinheiro e apostam, também, numa  propaganda de medos e obscurantismos.

Não podemos continuar nisto.

“A ignorância é geral e as más práticas “caem” de todos os lados!”

Como navegar no meio disto tudo?

Olhando para os dados, a nível global, podemos dizer que, estamos a atravessar uma fase em que o planeta está a aquecer e há fortes indícios ( >98% de certezas ) de que existe contribuição humana indispensável neste processo.

Sabemos isto por via da análise de vários factores diferentes, e o argumento mais convincente é o de que estamos neste momento numa fase do ciclo natural da órbita terrestre que deveria levar a um novo periodo glacial, esta fase já dura há 2-5 mil anos e no entanto nos últimos 200 anos, coincidindo com o aumento das atividades humanas, tivemos uma reversão total do processo de arrefecimento natural.

A libertação de gases com efeito de estufa, que retêm a energia solar, foi suficiente para reverter o efeito dos ciclos orbitais.
E o problema não é só o CO2, este gás actua como gatilho que depois inicia uma sequência de feedbacks com outros gases como o metano e o vapor de água, que são muito mais eficazes a reter calor na atmosfera

Em Portugal as temperaturas médias observam uma subida de 1 a 2ºC, e a nível global observam-se subidas de cerca de  1ºC, com maior escala no Ártico.
Estas subidas não são causadas na totalidade de forma direta pelo C02, mas por outros mecanismos de feedback, nomeadamente o aumento da concentração de vapor de água e metano, que são gases muito mais potentes a reter a energia solar, e que surgem em cadeia devido ao aquecimento iniciado pelo CO2, amplificando os seus efeitos.

Para já, podemos afirmar que as alterações ainda não são tão extremas, e ainda há espaço de manobra para conter o processo, pelo menos de forma a evitar uma derrapagem para um cenário grave.
Esperamos que nos próximos anos a consciência ambiental aumente e que as pessoas percebam que dar cabo do planeta a troco de uns trocos só irá levar à destruição do que é de TODOS. E sim, 1-2ºC tem impacto. Assim como o corpo humano se ressente se estiver 2ºC mais quente, a atmosfera também tem um elevado grau de sensibilidade a alterações básicas da sua química e temperatura.

Respeitar a natureza, não brincar com as dinâmicas naturais e privilegiar o conhecimento e a ciência, em vez da ganância e do poder, serão a única maneira de conseguir manter em bom estado as 8000 milhões de pessoas que hoje vivem hoje em dia  neste planeta

Veja aqui outras previsões, análises e/ou notícias.

Política e clima não se devem misturar, muito menos quando o clima é usado como arma.
A Política e o clima devem apenas relacionar-se quando há informação clara de base cientifica para a tomada de decisões.
Interesses da política e da economia não se devem sobrepor à preservação do clima e do ambiente.
A política dever servir o ser humano e o planeta, não o inverso. É preciso apostar em novas formas de organização e gestão dos recursos e do clima
Politica e clima, não.
Politica e clima só para procura de soluções, não aos interesses e aos jogos!

Veja

Contacte-nos

Ajude-nos a manter este conteúdo gratuíto

Agradecemos, dessa forma, todos os donativos que nos chegarem.
1€ quem puder, faz toda a diferença!

Veja aqui também…

Previsão: Risco de inundações

"Aguaceiros e trovoadas durante os próximos dias. Risco de cheias e inundações." — Aguaceiros e trovoadas por vezes fortes e com granizo. Ao longo dos próximos dias teremos condições de instabilidade causadas pela passagem de sistemas...

read more

Poeiras e alergias

"Até dia 31 de Março teremos condições de fluxo de leste/sueste, com transporte de poeiras em suspensão, polenes, e possibilidade de trovoadas. "— Aumento da concentração de poeiras e pólen. Agravamento da qualidade do ar. Durante os...

read more

Perturbação trará agravamento do estado do tempo

"Tempo localmente adverso, chuva, possibilidade de trovoadas  com granizo e vento por vezes intenso." — Nova perturbação atmosférica posicionada entre a Madeira e a Península. A partir de dia 26 teremos a evolução de um sistema de...

read more

Explicação sobre a tragédia do Pedrogão

"A tragédia do Pedrogão Grande foi um dos eventos meteorológicos/ambientais mais extremos registados em Portugal"Deixamos aqui uma explicação sobre a tragédia do Pedrogão. Calor extremo e trovoadasCom mais de 24h de antecedência, no...

read more

Previsão de trovoadas

"Trovoadas localmente fortes no Centro e sul. "— Trovoadas, granizo e inundações. Esta semana será marcada por condições de alguma instabilidade atmosférica, com aguaceiros e períodos de precipitação. A partir de dia 24 à tarde teremos...

read more